sexta-feira, 19 de dezembro de 2014

Crítica: A 100 Passos de um Sonho (2014)


Numa mistura de drama familiar com comédia, A 100 Passos de um Sonho (The Hundred-foot Journey) é um filme literalmente delicioso para quem aprecia uma boa culinária unida a belas paisagens e personagens carismáticos.


Hassan (Manish Dayal) é um cozinheiro indiano que nasceu em Mumbai, local onde sua família possuía um restaurante até perderem tudo por conta de um incêndio criminoso. A família recomeçou a vida em Londres, onde manteve um restaurante de pratos típicos por anos até que o pai decidiu mudar de ares levando a família para Paris, capital da gastronomia francesa.

No caminho, eles sofrem um acidente com a van e acabam ficando hospedados em um pequeno vilarejo enquanto o veículo é consertado numa oficina mecânica. O pouco tempo de estadia serviu para que Papa (Om Puri) se apaixonasse pelo local, resolvendo por fim instalar o restaurante ali mesmo. Os filhos o alertam para o fato dos moradores não terem interesse em comida indiana, mas o pai teimoso bate o pé e fecha o negócio.


O grande problema de Papa é que na frente do terreno, mais precisamente à 100 passos, já existe um restaurante conceituado, comandado pela exigente madame Mallory (Helen Mirren). O sonho dela é conseguir mais uma estrela no guia Michelin e por isso exige até demais de seus comandados. Com receio da nova concorrência, ela faz de tudo para sacanear os vizinhos.

A noite de estreia do novo restaurante parece fadada ao fracasso, mas usando de todo seu carisma, Papa consegue chamar o público e encher a casa de curiosos pela culinária diferenciada. Aos poucos o restaurante vai caindo na boca do povo, e a competição com Mallory vai se acirrando. 

A situação começa a amenizar entre eles quando o muro dos novos vizinhos aparece pichado e um bando encapuzado põe fogo nas novas instalações. Mallory não só ajuda a família indiana, como convida Hassan para trabalhar como chef dela. O pai não aceita de cara mas depois de uma longa conversa, eles entram em um acordo. No novo restaurante Hassan começa a chamar a atenção e o sucesso é tão grande que ele acaba levantando vôos maiores.


As atuações são bem marcantes. O personagem de Papa traz no olhar aquele sentimento de busca por algo, de querer dar um futuro melhor para os filhos acima de tudo. Com um enredo que literalmente dá água na boca, o filme tem uma leveza apaixonante, o que ajuda a criar uma forte empatia por cada um dos personagens.


Nenhum comentário:

Postar um comentário